Melhor Software para Gestão da Qualidade! | Tel.: (47) 3209-0581

Blog

Joseph Moses Juran: quem foi? O que fez? Por que é tão importante?

Copia-de-Copia-de-Copia-de-Cartaz-do-Dia-Mundial-do-Doador-de-Sangue-Ilustrado-com-Mao-Bege-e-Vermelho-1-820x400
Artigos

Joseph Moses Juran: quem foi? O que fez? Por que é tão importante?

Joseph Moses Juran é um dos grandes nomes da Gestão da Qualidade, sendo reconhecido como
o pai da Gestão de Qualidade Moderna. Juran nasceu na Romênia e migrou para os Estados
Unidos, onde se formou em Engenharia Elétrica, na Universidade de Minnesota.

Inicio da carreira Juran

Sua carreira iniciou na Western Eletrical Company, onde atuou como gestor da qualidade,
voltado para a implantação das técnicas de controle da qualidade, baseado em dados
estatísticos, o que fortaleceu a sua carreira e o impulsionou a atuar como consultor de gestão.

Após a sua saída da Western Eletrical Company, Juran foi convidado por outro grande nome da
Gestão da Qualidade, William Edwars Deming, um dos fundadores da Escola da Qualidade Total
(Total Quality Management).

Um dos maiores destaques na carreira de Juran foi a sua atuação nas empresas japonesas, no
cenário pós Segunda Guerra Mundial, em 1954. Neste contexto pós guerra, o Japão estava
completamente devastado, vivendo dias de horror, fome, pobreza e desolação. Seria possível
reconstruir o Japão após tudo isso?

A resposta é: sim! Foi possível reconstruir o Japão, mas o processo foi completamente
detalhista e estratégico, pautado nos conceitos de qualidade total.

Desta forma, Juran levou uma visão completamente inovadora da qualidade e da produção,
demonstrando que as empresas japonesas precisavam adotar procedimentos que
fortalecessem a qualidade dos produtos e como eles eram recebidos no mercado,
principalmente pós guerra. Para ele, o foco nos aspectos gerenciais da qualidade influencia
diretamente no desenvolvimento da qualidade, o que teria impacto direto na qualidade dos
produtos e fortaleceria a reputação dos produtos fabricados no Japão.

Inicia-se aqui uma revolução nos conceitos já existentes sobre a qualidade, criando as primeiras
ideias do que seria visto mais tarde como a Gestão da Qualidade Total.

Contribuições de Joseph Moses Juran

Uma de suas contribuições mais importantes está relacionada ao conceito de qualidade. Para
ele, a qualidade pode ser entendida como a conformidade entre o que o cliente deseja e o que o
produto oferece, trazendo assim a satisfação com o produto. Além disso, a qualidade pode ser
entendida também como a ausência de deficiência no produto ou no serviço oferecido, estando
também ligado ao cliente.

Ambos os conceitos de qualidades propostos por Juran são válidos até hoje, e inclusive são
alguns dos pilares da norma ISO 9000, que trata dos conceitos de qualidade, conformidade e
não conformidade.

Outros conceitos consolidados por Juran são os de custos de qualidade, ou melhor, da não
qualidade. Conceitualmente, estes custos ocorrem quando há o retrabalho e a não conformidade, sendo eles divididos em três tipos: custos de falhas, custos de avaliação e de
prevenção.

Juran foi muito importante para a Gestão da Qualidade, pois ao longo da sua carreira, ele tentou
mudar a visão fabril tradicional para uma visão voltada para a qualidade, no sentindo de
atender as especificações. Essa abordagem também considerava mais o cliente, as suas
necessidades, fortalecendo conceito de adequação ao uso.

Algumas das maiores preocupações de Juran na área da Qualidade era a responsabilidade nas
atividades administrativas e o impacto da ação dos trabalhadores no resultado do produto ou
serviço, o que gerou a visão da participação do trabalhador durante os processos de Gestão da
Qualidade.

Em 1979, ele fundou o Instituto Juran, que é uma organização voltada para o desenvolvimento
de pesquisas e soluções na área da qualidade, permitindo que as organizações aprendam
ferramentas e técnicas para gerir a qualidade.

Além disso, Juran ajudou a criar nos Estados Unidos o Prêmio Nacional de Qualidade Malcom
Baldrige. Criado em 1987, este prêmio visa reconhecer as empresas que mais se destacam na
implantação dos sistemas de qualidade, sendo muito importante para o reconhecimento da
excelência das práticas organizacionais. Tal prêmio avalia aspectos como o foco no cliente, as
práticas organizacionais, liderança, planejamento estratégico, gerenciamento de processos,
dentre outros.

Juran também propôs grandes metodologias que contribuem no controle da qualidade, como
por exemplo o Princípio de Pareto, a Trilogia Juran e Qualidade por Design.

O Princípio de Pareto (ou regra 80/20) foi aplicada por Juran na gestão da qualidade,
considerando fatores pouco vitais e muito triviais, onde uma pequena porcentagem das causas
básicas pode resultar em uma alta porcentagem de problemas ou defeitos, considerando a
relação entre a ação tomada e o benefício que ela trará para a organização, ou ainda, o impacto
causado por tal ação.

A Trilogia Juran é considerada a base da Gestão da Qualidade. Segundo Juran, para que uma
organização obtenha a tão sonhada qualidade, é necessário seguir três processos gerenciais
básicos, sendo eles o planejamento da qualidade, o controle e a melhoria da qualidade.

O planejamento da qualidade está relacionado com o processo de definição dos objetivos de
qualidade, e quais serão os planos e ações a serem realizados para o alcance dessa qualidade.

O controle da qualidade está relacionado com o processo de avaliação do que foi planejado e a
avaliação do que foi executado, comparando com os objetivos já definidos e buscando corrigir
as divergências ocorreram ao longo do processo.

A melhoria da qualidade está relacionada com a melhoria dos níveis atuais de desempenho, que
consiste em sempre buscar a inovação através de processos de aprendizado e de correção das
não conformidades.

A Trilogia Juran tem o funcionamento bem similar ao do Ciclo PDCA, que foi proposto por
Deming, outro grande autor da qualidade. Juran trabalhou com Deming durante muitos anos
como consultor de empresas, principalmente nas áreas de Gestão e Qualidade Total.

O que é a Qualidade por design?

A qualidade por design é outro princípio criado por Juran o qual está ligado diretamente à fase
do planejamento da qualidade. Para ele, quando a organização torna o planejamento da
qualidade uma parte do processo de design, é possível garantir que o produto ou serviço seja
criado a partir da satisfação do cliente. Este método criou grandes avanços nos processos de
melhoria de qualidade, Six Sigma e DMAIC.

Desta forma, podemos perceber que o trabalho de Joseph Moses Juran foi de imprescindível
para a construção do que hoje entendemos como qualidade total e para formar os conceitos que
hoje subsidiam grandes manuais e sistemas de gestão.

REFERÊNCIAS
DEFEO, Joseph A. Fundamentos da qualidade para líderes. Porto Alegre: Bookman, 2015.
JURAN. Dr. Juran’s History. Disponível em: https://www.juran.com/about-us/dr-juranshistory/.
SLACK, Nigel et al. Administração da Produção. São Paulo: Atlas, 2006.

Com o 8Quali você automatize seu sistema de gestão da qualidade, solicite uma demonstração gratuita em nosso site.

SOLICITE UMA DEMONSTRAÇÃO

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
Close Bitnami banner
Bitnami